LANÇAMENTO DO OBSERVATÓRIO DE SERVIÇOS TECNOLÓGICOS

Publicado em 31 de janeiro, 2019

Uma nova ferramenta, lançada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, vai facilitar a gestão dos recursos investidos em laboratórios de serviços tecnológicos que prestam serviços para empresas brasileiras. Trata-se do Observatório de Laboratórios de Serviços Tecnológicos, um sistema com informações estruturadas sobre o escopo de serviços que esses laboratórios oferecem para as empresas, bem como indicadores que ajudarão a mensurar o retorno que cada instituição apoiada oferece às políticas públicas.

O Observatório de Serviços Tecnológicos foi desenvolvido a partir do Sistema de Informações Estratégicas do Programa SIBRATEC, que conta com um histórico de quatro anos de dados coletados (2014 a 2017). A partir da página inicial do Observatório, já é possível navegar em painéis de informações estatísticas sobre os serviços.

O Observatório de Serviços Tecnológicos, além de disseminar indicadores dos serviços tecnológicos das Redes fomentadas pelo SIBRATEC, visa também ampliar a coleta de dados para todos os laboratórios que prestam serviços às empresas brasileiras. Nesse sentido, os laboratórios que não fazem parte de uma Rede SIBRATEC-ST e desejam preencher seus dados para contribuir com o avanço da política pública em Tecnologia Industrial Básica – Serviços Tecnológicos poderão fazê-lo a partir do 2º Semestre de 2019.

Assim, a intenção é coletar dados de laboratórios públicos, laboratórios privados sem fins lucrativos e ampliar a coleta para os laboratórios privados com fins lucrativos.

No âmbito da Estratégica Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação, o Observatório procura dar visibilidade para a oferta de serviços tecnológicos dos laboratórios brasileiros para as empresas brasileiras e assim contribuir para o aumento da sua competitividade.

No primeiro semestre de 2019, serão constituídos Grupos de Trabalho para avaliar o instrumento de coleta de dados atualmente utilizado (survey). Esse é o momento de contribuir e colaborar para o aprimoramento do sistema.

Voltar
COMPARTILHAR